Ao respeitável Rubem

Se esse blog existe, é porque existiu um homem chamado Rubem. Hoje, tardiamente, mas antes do que nunca, faço uma homenagem a este gênio inspirador. Vou postando uma de suas “chronicas” de 1934, quando tinha apenas 21 anos de idade e mal começara a trabalhar. Passaram 74 anos que ele a escreveu, mas continua fresca e saborosamente ousada. Com vocês a verve doce e colérica de Rubem Braga. Continua>>

Continuar lendo

Anúncios