Patrimônio brasileiro

“Aprendi, e não foi agora, com muitas pessoas ao longo da vida, como Chico Mendes e dom Moacir Grechi, que a gente tem que olhar de baixo para cima. De baixo para cima a gente consegue enxergar o que está acima de nós. A Amazônia está acima de nós. E com esse olhar a gente é capaz de enxergar que, para fazer algo que seja bom, é preciso se colocar numa pesrpectiva de serviço, que também pode ser o gesto de abrir o caminho para que outro ocupe o seu lugar. Eu já disse que é melhor ver o filho vivo no colo de outro a vê-lo jazer no próprio colo”.

Resposta de Marina Silva quando perguntada sobre o que aprendeu em mais de cinco anos à frente do Ministério do Meio Ambiente, pelo jornalista Altino Machado.

…………………………………………………………………………………………….

Hoje vi e fiquei pertinho da Marina Silva. Foi no aeroporto de Brasília, na livraria da área de embarque. Ela estava lá, perambulando como eu entre as estantes, logo após a transmissão do cargo para o Minc, o novo ministro do meio ambiente. Como sou extremamente tímido fiquei perscrutando pelo canto de olho. Estava elegante, olhar tranqüilo, saboreando títulos. Não sei o nome do livro que ela perguntou para o caixa da loja, mas foi a dica para surgirem comentários como: — minha mãe ligava a TV no canal do Senado só para ver a senhora discursar. Ela sorri e agradece. O livro que ela procura não tem, e parece que também tá esgotado. Outro passa e a cumprimenta: — boa noite ministra! quer dizer, senadora! Ela retribui. O homem puxa assunto sobre amigo que tem em comum com ela. Ela é muito amável e receptiva, abraça e beija aquele que é irmão de um amigo dela do movimento estudantil. Eu, indiscreto, fico admirando a conversa dos dois, vendo se pesco algum título interessante para comprar, ou sei lá, bebendo um pouquinho daquela figura ontológica do Brasil. O homem tem que embarcar, se despede e emenda: — parabéns Marina, você é um patrimônio do povo brasileiro! Achei graça, mas concordei silenciosamente. Volto atenção para os livros que de repente ficaram todos descoloridos, acho que é porque a personagem ali do lado daria um título muito mais interessante do que todos aqueles a minha volta. O livro podia se chamar: Marina, uma Silva, patrimônio desta pátria.

Outras coisas sobre a Marina, clique aqui.

Anúncios

Uma resposta em “Patrimônio brasileiro

  1. Que pena que no Brasil prefiram a palavra “floresta” e não “selva”. Porque senão poderíamos chamá-la “Marina Selva”, ou Marina defensora da Selva :-)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s